Creati recebe oficina “Educação financeira para idosos”

Atividade acontece no dia 11 de abril, às 9h30min, no Campus III da UPF, no miniauditório do Creati.

As ações de um projeto de extensão na área da educação financeira contemplam o atendimento a diversos públicos em situação de vulnerabilidade social e econômica. Entre esses públicos, destacam-se os idosos vítimas da violência financeira e do endividamento. Nesse sentido, a Universidade de Passo Fundo, por meio do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH) e da Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis (Feac), em parceria com o Centro de Referência e Atenção ao Idoso (Creati) e o Balcão do Idoso da UPF, estarão realizando uma oficina com o tema “Educação financeira para idosos” visando alcançar os diversos públicos que são atendidos por esses espaços institucionais da UPF.

A oficina é realizada por intermédio do projeto de extensão “Educação financeira, endividamento e gestão das finanças pessoais”, coordenado pelo professor Ginez de Campos. A atividade será realizada no dia 11 de abril, segunda-feira, no Campus III da UPF, no miniauditório do Creati, a partir das 9h30min.

Oficina
A oficina educativa terá a participação do professor Ginez de Campos, da Feac e do IFCH, e da professora Denize Luz, da Feff, que é a coordenadora do Balcão do Idoso. De acordo com o professor Ginez, a oficina vem ao encontro da necessidade de esclarecimentos aos idosos. “Muitas das situações relacionadas à vulnerabilidade social e econômica do idoso são consequência da falta de conhecimentos na área financeira, no sentido do planejamento do orçamento doméstico, que, por sua vez, explica em grande parte o aumento da inadimplência e do endividamento na terceira idade”, define.

Na oficina, a coordenadora do Balcão do Idoso, Denize Luz, abordará de forma mais específica o tema da violência financeira ou do abuso financeiro contra os idosos. “Muitas das situações relacionadas ao endividamento do idoso são consequência de um problema cada vez mais crescente no país – a violência financeira, que representa atualmente 21% das denúncias de abusos contra idosos de acordo com dados da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência”, destaca, comentando que o crescimento dos casos da chamada violência financeira ou abuso financeiro, assim como dos de negligência e violência psicológica contra idosos, tem preocupado muitos especialistas e tem sido objeto de debate em muitos eventos que abordam o tema do envelhecimento humano.

A oficina também é uma iniciativa organizada pelo Clube do Idoso. Conforme a coordenadora do Creati, Daniela Bertol, o Clube é uma atividade desenvolvida mensalmente pelo Creati, desde setembro de 2014. “O Clube do Idoso tem como principal objetivo a interação e a socialização dos idosos”, explica, enfatizando que os encontros são dinâmicos, divertidos e informativos, sendo um momento integrador entre alunos idosos e professores das diversas oficinas oferecidas pelo Centro e a comunidade acadêmica, onde é possível realizar uma troca de experiências e de conhecimentos em diversas áreas do saber.

Coordenadores do evento: Denize Luz, Ginez Campos e Daniela Bertol.